Bulimia Nervosa: o que é?

Atualizado: 10 de ago. de 2021


Quando falamos sobre bulimia nervosa, a primeira imagem que nos vem em mente é uma mulher magra vomitando. No entanto, bulimia nervosa não é apenas isso, inclusive, é um transtorno alimentar extremamente complexo que merece atenção!


Primeiramente, é importante salientar que transtornos alimentares são caracterizados por uma perturbação persistente na alimentação ou no comportamento relacionado à alimentação que resulta no consumo ou na absorção alterada de alimentos e que compromete significativamente a saúde física ou o funcionamento psicossocial.


Os transtornos alimentares podem apresentar seus primeiros sintomas na infância e na adolescência, e geralmente são multifatoriais (ou seja, englobam fatores psicossociais, biológicos, psicológicos e sociais, não apenas uma coisa só). Eles também têm um curso crônico e alto índice de mortalidade.


É bastante comum pessoas que sofrem desse distúrbio fluírem entre os transtornos alimentares, por diversos motivos, dentre eles: vergonha de seus problemas alimentares, falta de procura por tratamento, romantização, invisibilização e/ou normatização dos transtornos alimentares, padrão estético de beleza aumentado e desejado, que os meios justificam para chegar neles.


Voltando a falar da bulimia, é muito comum haver uma confusão entre ela e a anorexia nervosa, especialmente a anorexia com purgação. Inclusive, a maioria das mídias acham que representam a bulimia, mas na verdade é anorexia com purgação.


Para entender um pouco mais sobre, é preciso saber sobre seus sintomas. E como todos os transtornos mentais, a bulimia tem características essenciais, que são:

  • Episódios recorrentes de compulsão alimentar (ingerir rapidamente uma quantidade de alimento maior do que a maioria das pessoas comeria nas mesmas situações ou sensação de falta de controle sobre a ingestão da comida);

  • Comportamentos compensatórios inapropriados para impedir o ganho de peso (vômito, laxante, diurético, medicamento, jejum e/ou excesso de exercícios)

  • Autoavaliação indevidamente influenciada pela forma e peso corporal (pensamentos distorcidos sobre sua imagem corporal, peso e alimentação)

Além disso, pessoas com bulimia, geralmente, estão dentro da faixa de peso normal ou com sobrepeso.


Tendo tudo isso em mente, é necessário ressaltar que a bulimia é uma doença multifatorial, ou seja, há vários fatores para seu desenvolvimento, tais como social, familiar, genético, pressão da sociedade, etc.

Assim como em outros transtornos alimentares, ela é crônica, possui um alto índice de recaída e pode até levar à morte ou causar outras doenças crônicas por causa dos comportamentos purgativos, tais como outros transtornos psicológicos (ansiedade, depressão), abuso de sustâncias (álcool ou estimulantes), problemas dentários, inflamação e ruptura do esôfago e do estômago, úlceras intestinais, infertilidade, osteoporose, desnutrição, constipação ou diarreia involuntária, problemas no coração, dor de garganta crônica, etc.


Os aspectos psicológicos das pessoas que tem bulimia, é que elas têm uma excessiva angústia, intolerância à frustração de não conseguir seguir suas próprias regras alimentares e o medo intenso de engordar. Quando ocorre a compulsão (seja por qual motivo possa ser, como situação de estresse, por exemplo), os bulímicos sentem culpa e utilizam atos compensatórios (purgativos) para aliviar a sensação de fracasso, porém, apenas à curto prazo. A falha na alimentação não é um ato isolado que pode ser superado, e sim uma condição intolerável.


Por ser um transtorno muito complexo, envolvendo outras áreas além do psicológico, é necessário um tratamento multidisciplinar, normalmente precisando de um nutricionista, psiquiatra, terapia familiar e a psicoterapia individual propriamente dita; e às vezes, dependendo da gravidade, outras áreas da saúde, tais como cardiologista, clínico geral, dentista, gastroenterologista, etc.


Portanto, se você se identificou com algum desses sintomas ou conhece alguém que tenha esses sintomas, procure ou indique um psicólogo e/ou profissional da saúde.


Marcella Barbosa Mannarelli

Psicóloga CRP: 06/170384

Contato: (18) 997248484

Instagram: @mah.psi

E-mail: psicoterapeutama@gmail.com

Link do perfil: marcella-barbosa-mannarelli

Informações: linktr.ee/psimah


#bulimia #anorexia #anorexianervosa #psicoterapia #psicologia #psicoterapia #psicologiaclínica #psicanálise #psicóloga #atendimentopsicológico #psicoterapiaonline #procureumpsicólogo #psicologosonline #psicologas #psicologiaporamor❤️#psicoterapeutas #app #pandemia #terapiafazbem #façaterappia #terapiacognitivacomportamental #terapiaocupacionalinfantil #terapiadecasalefamilia

#terapiafamiliarsistêmica #comportamentos #saúdemental #saudeemocional #saudeebemestar #psicológico #psiquê #terappia #terappiaonline #blog #blogdoterappeuta

108 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo