Psicoterapia: "Eu não sei por onde começar!"


Se há uma afirmativa que todo psicólogo ouve com bastante frequência é esta. Em geral, no primeiro atendimento, o profissional te perguntará por qual motivo você está buscando terapia e mesmo que você demore meses entre decidir buscar atendimento e encontrar um profissional com quem vai efetivamente irá marcar sua consulta, é comum “travar” diante dessa pergunta.


A resposta para este dilema é muito simples: comece por qualquer lugar, afinal o mais importante você já fez: você veio para a sessão. Se tem algo que te incomoda muito neste momento, você pode começar por esse assunto, mas se sentir que precisa tentar explicar a ordem em que os fatos aconteceram até chegar a situação em que está, tudo bem também.


Pode ser que você precise chorar, ou demonstrar que está no controle, pode ser que você gaste boa parte do tempo pensando, acabe falando pouco e depois se arrependa. O profissional que está diante de você já viu isso acontecer diversas vezes e está lá para te ajudar a encontrar novos caminhos e soluções, estas que já estão em você, mas que você não consegue enxergar porque está sofrendo.


O ditado é bem clichê, mas, todas as longas caminhadas se iniciam com o primeiro passo, e no que diz respeito a cuidar da própria saúde mental, a grande maioria das pessoas sequer começa a sua jornada. Uma boa estratégia para lidar com a ansiedade de iniciar psicoterapia é compreender a importância de cada pequena vitória, e se você chegou a sua primeira sessão, já venceu algumas batalhas internas.


Geralmente, o caminho até a terapia é diferente do que as pessoas fazem para outros profissionais da saúde. Se você tem uma dor de cabeça persistente, você busca um médico, que vai te examinar e propor um tratamento, certo? Mas e se a dor for emocional? Se for um trauma, uma perda, um desafio tão grande que te faça sentir completamente incapaz de vencer?


Nesses casos, o caminho nem sempre é tão direto, pode ser que antes de chegar aqui você tenha esperado que o tempo resolvesse ou apagasse o que você sente, tenha buscado apoio da família e amigos, aconselhamento religioso, dicas de alguma celebridade da internet, pode ser até mesmo que você tenha aumentado o volume de trabalho ou o consumo de álcool para tentar se ocupar e esquecer da sua dor. E quando nada disso fez passar, aí a terapia começou a fazer sentido, mas mesmo assim ainda há desafios pela frente: encontrar um profissional, se organizar financeiramente, e se preparar para então ter o encontro com esse profissional e colocar tudo o que sente na mesa. Não é fácil, mas você conseguiu e chegou!


Então, temos aqui uma segunda opção de resposta para a pergunta inicial: você já começou! E se conseguiu dar todos esses passos por conta própria, agora, contando com o acompanhamento profissional, com certeza será bem mais fácil.


Seja bem vindo à terapia!


Fabiane Belarmino

Psicóloga CRP 14/06363-6

Contato: (35) 99727-1907

Instagram: @fabisuapsi

https://www.terappia.com.br/team/detalhe/fabiane-belarmino-de-sousa


#psicoterapia #psicologia #terapia #saudemental #psicologiaclinica #autoconhecimento #autoestima #amor #psicologa #psicologo #ansiedade #terapiaonline #psicoterapiaonline #psicologiapositiva #psicologiaonline #psi #psicanalise #psicoterapeuta #amorproprio #vida #autocuidado #terappiaonline #terappia #psicologiaporamor #saude #depressão #bemestar #empatia #psiquiatria #qualidadedevida

60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo