Quando sentir medo pode ser bom

Atualizado: 15 de abr. de 2021



O medo pode nos paralisar ou nos proteger. Coragem não é sinônimo de ausência de medo. Isso vai depender da forma como você avalia o risco em determinada situação.


Nos tempos de pandemia, algumas pessoas têm sentido mais medo do que outras. Ou porque têm medo de se contaminar ou de perder alguém querido. Muitas vezes, aquelas que se comportam como se não sentissem um pouco deste medo, acabam ignorando ou até mesmo negando a gravidade da situação.


No contexto da pandemia, por exemplo, o lado bom de sentir medo é que ele acaba nos protegendo. Quando sentimos medo, nos cuidamos. É este medo que vai fazer com que eu siga as orientações e protocolos de segurança, como o uso de máscaras, álcool gel e evitar aglomerações.


Ainda no contexto da pandemia, o lado ruim é quando não sentimos medo (diferente de coragem) e, com isso, acabamos ignorando qualquer prevenção, nos expondo e expondo outras pessoas, porque não nos preocupamos.


Contudo, devemos nos atentar quando o medo ultrapassa o limite e se torna excessivo, podendo chegar ao estado de pânico. Por exemplo, pensar que está constantemente contaminada ou quando fico impossibilitada de seguir com as minhas atividades devido ao medo que sinto.


Portanto, preste atenção ao seu nível de medo e se necessário, procure ajuda profissional.


Ana Carolina P. Marturano

Psicóloga CRP 06/88987

Instagram: @anacarolpsicologa

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo